Outdoor contra direito de deficientes era campanha viral

Como já era esperado por grande parte do público, principalmente por quem trabalha no trade e conhece algumas artimanhas da propaganda, o polêmico outdoor instalado em Curitiba para atacar os direitos dos deficientes era mesmo uma campanha publicitária.

A ideia de viralizar a peça que pedia o “fim dos privilégios para deficientes” foi desenvolvida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba, órgão ligado à prefeitura da cidade, e tinha justamente a intenção de provocar o público e causar indignação geral, suscitando o debate sobre a importante causa.

Na tarde desta terça-feira (1), a página da Prefeitura de Curitiba resolveu revelar o mistério publicando o vídeo com a explicação da campanha dada por Mirella Prosdócimo, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

“Nós sabemos que vocês ficaram chocados com as reivindicações feitas pelo movimento. E esse choque, é o nosso alívio. O desrespeito que aconteceu na internet durou só um dia, mas as pessoas com deficiência enfrentam essa afronta todos os dias”, disse Mirella no filme. A campanha terá uma segunda etapa, cujo mote é: “Não é privilégio, é direito” e usará o símbolo #somosmuitostemosnossosdireitos”.

O mais curioso é que o debate sobre a ação continua reverberando, agora por conta do “Fla-Flu” que se estabeleceu a respeito do teor da mensagem. Muitos acharam a estratégia genial, mas também não há como negar que grande parte do público avaliou o viral como uma iniciativa de mau gosto.

Oficialmente, através da própria página da Prefeitura de Curitiba, a resposta para as críticas menciona que os criadores da campanha são os integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (alguns deles deficientes), e que vão aproveitar o impacto gerado para divulgar mensagens afirmativas e educar sobre o tema. “Infelizmente, esse assunto nem sempre recebe a atenção que merece”, lamenta o post da Prefs.

Confira a mensagem que revelou a campanha:

https://www.facebook.com/reformadedireitos/videos/1234231449940207/?fref=nf

E você… O que achou da estratégia? Fundamental e inteligente ou pesada demais?

Informações na Integra: Redação Adnews 

Por Renato Rogenski